Amor próprio

Você já ouvir falar sobre amor próprio? 

Amor próprio é o nome dado ao sentimento de estar bem consigo mesmo, conseguir aceitar as imperfeições e defeitos, saber seus limites e saber acolher seus sentimentos. Sendo construído ao longo da vida, mas nem sempre isso é fácil!

Porque não me amo?

Não existe uma resposta específica para esse questionamento, existem fatores internos e externos que nos moldam desde que existimos e que nos fazer aprender a ser quem somos e como nos mostramos para o mundo. Para responder, você precisará entender melhor seus sentimentos e emoções!

Sinais da falta de amor próprio
  • Baixa autoestima
  • Você questiona o que os outros dizem ou fazem por você
  • Você está sempre na defensiva
  • Você tenta evitar o conflito fingindo que está tudo bem
  • Você se compara com todos, mesmo que não exista nada para comparar
  • Você considera suas conquistas questão de sorte
Dificuldade em desenvolver amor próprio?

Os sentimentos que surgem pela falta de amor próprio estão relacionados com a baixa autoestima – sentimento de diminuição, não se sentir bonita(o), amada(o), entre outras coisas. E isso ocorre por conta de traumas, uma criação muito rígida, transtornos mentais, medo de ser amado ou se relacionar, pensamentos pessimistas, ansiedade, insatisfação, sentimento excessivo de culpa, entre outras questões que dependem da história individual de cada um!

São sentimentos difíceis de lidar e que devemos ter cuidado e carinho para acessá-los e entende-los. Por isso, nem sempre é algo simples ter amor próprio, perpassamos por diferentes caminhos até sentir maior segurança sobre quem somos e se nos amamos assim.

O que a falta de amor próprio pode causar?

Todos os sentimentos causados pela falta de amor próprio podem se expressar em diferentes áreas da nossa vivência, principalmente nas relações que temos, sejam amorosos, amigos ou familiares. Podendo gerar a perda de oportunidades no trabalho ou de construir novas relações em geral. Além disso, pode causar transtornos mentais, como a ansiedade, depressão, síndrome do pânico ou transtornos antissociais.

Por onde começar a desenvolver amor próprio?
  • Primeiro passo é o reconhecimento.

Reconhecer os sentimentos e comportamentos que estão relacionados a falta de amor próprio. E a partir disso, começar a compreender de onde vem os sentimentos e como pode lidar com eles.

  • Perdoe-se por erros do passado!
  • Realize atividades que te façam feliz! E faça por você mesma!
  • Repense situações e comportamentos que tem feito mal e comece a realizar mudanças!
  • Pratique atividades de cuidado! Pode ser meditação, exercícios físicos… o que te fizer bem.
  • Cuide de você, como cuida dos outros!
  • Não se compre! Seja mais gentil com você!
  • Confie mais em si e no seu potencial.

Suelen Maas

Psicóloga Clínica

Deixe um comentário