Crenças limitantes

As nossas crenças são capazes de nos levar a situações de êxito, ou nos colocar tão pra baixo a ponto de começarmos a pensar que não somos capazes de fazer nada, ou não somos merecedores de certas conquistas. Neste texto iremos falar um pouco sobre as crenças limitantes e o poder que elas têm em nossas vidas.

O que é o sistema de crenças?

O nosso sistema de crenças é o que nos acompanha durante toda nossa vida e tem a sua construção acontecendo de forma constante, ou seja… o sistema de crenças é alimentado, estimulado e modificado de acordo com os nossos pensamentos e sentimentos.

Quando tratamos sobre nossas crenças limitantes, deixamos em evidência os pensamentos e sentimentos negativos que temos sobre nós mesmos, as atividades que realizamos e tudo que nos rodeia.  Sempre dando uma ênfase maior ao que é negativo e não nos dando a possibilidade de sair desta situação.

Quando e como crenças limitantes começam a nos atrapalhar?

No momento em que não enxergamos mais perspectivas positivas nas situações que perpassam nossas vidas, quando passamos a nutrir pensamentos negativos, sensações ruins e sentimentos que nos levam a perceber que somos impotentes, incapazes e fragilizados em demasia.

Pensamentos e sentimentos causados pelas crenças limitantes:
  • Eu não mereço ter pessoas boas perto de mim ou eu não mereço este trabalho.
  • Não vou nem tentar… Pois eu sei que não conseguir.
  • Posso até tentar, mas no final sei que não vou chegar ao resultado esperado.
  • Eu sou uma pessoa muito falho ou ruim.
  • Não tenho a beleza necessária para fazer tal coisa ou ter um relacionamento com qualquer pessoa.
  • Sinto que estou triste na maioria do tempo.
  • Não consigo me concentrar em nada, ou quase nada dar certo na minha vida.
Como identificar e ressignificar as crenças limitantes?

Para começar a identificar quando essas crenças se apresentam e nos atingem, precisamos olhar para dentro de nós e esse não é um movimento fácil inicialmente.

Porém, com ajuda das pessoas próximas e auxílio profissional começamos a compreender que estes pensamentos e sensações que limitam as nossas capacidades como seres humanos podem ser ressignificados.

A psicoterapia é uma ferramenta primordial nestes casos, porque neste processo o sujeito realmente tem a condição de se enxergar, identificar e trabalhar seus sentimentos para consigo mesmo, e olhar para as relações presentes em sua volta de outra maneira.

Vai no teu tempo!

O primeiro passo nesse processo é a aceitação da limitação que está sendo vivenciada atualmente devido aos reflexos gerados pelas crenças limitantes. Após a aceitação, começamos a ir em busca de um novo caminho, com mais segurança, autovalorização e consciência sobre nossas capacidades.

Cláudio Silva

Psicólogo Clínico

Deixe um comentário