Insegurança: heroína ou vilã?

Nos dias atuais a exposição nas redes sociais gera uma pressão por beleza e felicidade que não deixa lugar para sentimentos negativos.

Para nos encaixar em alguns padrões e medidas exteriores, devemos parecer sempre felizes e satisfeitos, deixando de lado nossos medos e inseguranças.

Do mesmo modo, devemos descartar os sentimentos negativos que atrapalham o ritmo veloz das atividades que estão cada vez mais aceleradas.

A insegurança e o medo não são admitidos e com isso esquecemos como dar-lhes forma e lidar com o sofrimento. Diante disso, é preciso trabalhar esses sentimentos e não ignorá-los, aprendendo a usá-los a nosso favor.

Vamos refletir juntos: a insegurança é, afinal, heroína ou vilã das nossas vidas?

Será que devemos fechar os olhos para as nossas inseguranças, incertezas e medos? A insegurança não tem somente o objetivo de nos fazer mal e impedir que a gente trabalhe.  Ela pode nos alertar de que é preciso entender a si mesmo e nos faz perceber no que precisamos nos aprimorar.

Deseja começar com um acompanhamento psicológico on-line?

Deixe um comentário