fbpx

Eu estou confusa e com medo

Por favor, não me julgem. Preciso desabafar.
Tudo começou em 2016 em que o meu pai começou a me assediar, a fazer sexo oral em mim até hoje. No início, eu estava gostando. Aquilo era como incesto. Depois, parei para pensar e cheguei à conclusão que aquilo não era correto. Sinto-me culpada por ter dado tanta confiança a ele, mas no fundo, o que eu queria, era o amor dele que nunca tive um amor de um pai. Isto me doí muito. Já tive uma conversa com ele, mas não valeu. Ele continua fazendo a mesma coisa. A me assediar, querer fazer sexo comigo. Ele diz que eu não gosto dele porque eu não quero fazer sexo com ele. Agora, ele não me vê como filha, mas sim, como mulher dele. A mãe sabe de tudo que eu lhe contei. Ela falou com ele e ele negou tudo. E ainda nega. A última vez que ele fez isto comigo, foi ontem. Eu estou confusa, com medo. Já não sei quem sou em relação a ele. Eu quero ser amada como uma filha por ele. Todas as vezes, me aproximo dele, ele me assedia. Às vezes, é ele que anda atrás para fazer aquelas coisas.Não gosto disso. Eu me sinto bastante culpada com aquilo está a passar.
Me desculpem eu precisava desabafar. Por favor, não me julgem

16
6
0
placeholder
outubro 30, 2021
feminino
2

  • Bianca Oliveira

    OI Alma perdida,, lhe entendo e realmente a situação é muito delicada. Peço ao Universo que as energias de amor incondicional, de compaixão se façam presente em sua vida, em sua casa. Que Deus em sua infinita misericórdia possa lhe mostra a luz para Prosseguir a Sua Jornada. Tenho Fé, Tenha Fé, pois sabemos que para Deus Nada É Impossível, porém tudo depende do tempo dele. Muita Luz e Amor em Seu Coração Alma perdida.

  • Alice Salles

    Oi Alma perdida, sinto muito pelo que tem passado desde então! Jamais te julgaria, nunca! Saiba que você não é culpa de nada e sim você é filha de seu pai e ele que está errado e cometendo incesto! Por favor, não sei a sua idade, se trabalha mas se fosse possível sair de casa e fazer acompanhamento psicológico aqui no sunas (entre em contato com algum psicológo) é o mais importante a se fazer! Se afaste dele, eu sei que ele é seu pai mas isso não te faz bem! Existem algumas ongs que ajudam pessoas que sofrem abusos, tente contato, olhe na internet, mas por favor não fique em casa! Infelizmente, muitos homens ainda possuem uns pensamentos que filhas, mulheres... são propriedade e podem ser usadas como eles bem querem, pensamentos antigos e machistas. Pense em você agora!

  • Bianca Oliveira

    Como você explicou que já contou para sua mãe e ela não acreditou em você, o que dificultou mais ainda, pois você ficou sem o apoio dela. A ideia seria você filmar, gravar esse momento, esse assedio e mostrar para sua mãe, provando o que seu pai está fazendo ou mesmo levando a uma delegacia para que você tenha uma proteção, um distanciamento dele, e talvez ele fica com medo, receio e pare???. Realmente não temos como prevê a reação dele. Não tem ninguém de sua confiança que possa lhe ajudar nesse momento? Que você consiga achar o melhor caminho e mais sadio para resolver essa situação. Porém lembre-se que você é uma linda menina-mulher, que tem muito a desbravar por esse Mundão a Fora. Beijos de Luz em seu coração.

    • Alma perdida

      Ola linda. Eu tenho feito isso de gravar as coisas o que ele me faz mas nao adianta. A minba mae diz para eliminar tudo o que gravei. Eu nao posso fazer nada. Eu tenho 38 anos e sou dificiente, sou muda. E se eu disser a alguém, a minha mae diz que é mentira que estou doente da cabeça. Uma vez, eu disse a uma prima minha o que o meu pai me faz, eu tive dizer que isto tudo era uma mentira por causa da minha mãe que ela fica contra mim. O meu pai é muito agressivo comigo. E se eu for a policia, ele é capaz de me matar. É o que a minha mãe diz. E tenho uma irmã de 26 anos e nao faz nada. Ainda fica no lado da minha mâe. E obrigada pelo consolo. Um abraço

  • Bianca Oliveira

    Querida Alma perdida, estou aqui a lhe escutar com todo amor e ternura. Jamais lhe julgaria ou lhe culparia de qualquer coisa ou situação. Sinto que o melhor realmente é você morar em outro lugar (caso você possa), procurar um dos psicólogos daqui da Sunas, para que eles possam te orientar com mais firmeza. Porém lhe peço humildemente que você não se sinta culpa. Não precisa pedir desculpas, estamos aqui para ajudar com coração, ternura e compaixão.

  • LucyMartins

    Quantos anos você tem? É possível sair de casa? Se emancipar? Talvez se afastar fosse o melhor. Me desculpe mas não sei muito o que pensar ou o que dizer que possa te ajudar. Eu não te julgo mas quero que você descubra o que é melhor para você e saia dessa situação. Tem uma frase que gosto bastante que é "desde tempos imemoriais os guerreiros retornam das batalhas mortos em cima de seus escudos ou mais fortes em cima de suas cicatrizes". Muito força para você, espero que resolva e que fique bem, você merece ficar bem. E jamais se sinta culpada.

Converse em tempo real

Login

Desabafe no Site

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Entre no nosso grupo do WhatsApp

Login

Desabafe no site

Entre na Comunidade

Converse em tempo real

Grupo de apoio

Entre no nosso grupo do WhatsApp