fbpx

Perdi a oportunidade de sair de casa

Tive a oportunidade de compartilhar aluguel com o conhecido em outra moradia, mas como meu trabalho é temporário, eu não aceitei pq eu não sei até quando estarei empregada. Estou juntando dinheiro para comprar os móveis mais básicos e sair daqui. Mas também preciso de um emprego fixo para pagar o aluguel, não sei bem como fazer. Eu nunca fui uma pessoa materialista, mas me afastando da minha mãe e começando mesmo que pequeno eu posso ir crescendo aos poucos e ir focando em outras áreas da minha vida. As coisas acontecem tão devagar para mim. Queria ter tido a sorte de ter saído de casa com 17/16 anos. Minha vida é triste. Eu ainda não decidi se vou abandonar a minha mãe ou manter uma relação bem distante em relação a ela. Eu sou uma mulher adulta e ela ainda tem um comportamento de posse e muita proteção em relação a mim. A última coisa que eu preciso nesse mundo é da “proteção” dela. Até pq essa “proteção” está muito bem camuflada de outras intenções que tem relação com o egocentrismo e as inseguranças dela. Até pq nesse mundo ninguém “protege” ninguém. Porque se fosse assim as pessoas nem sairiam de casa, pois todos correm perigo lá fora e nem ficariam dentro de caso pq pode acontecer várias coisas que coloque a sua vida em perigo. Essa “proteção” dela não passa de uma tentativa mesquinha de me controlar. Eu realmente quero abandonar a minha mãe e deixá-la sozinha. Essa é a minha vingança por ela me tratar desse jeito. Ela tem tanto medo de ficar sozinha que esse vai acabar sendo mesmo o destino dela. Eu não devo nada a ela. Só quero viver a minha própria vida em paz em um mundo que eu nem ouça falar dela e muito menos tenha que ouvir a opinião dela. Sabe quanto controle emocional e paciência está exigindo de mim me manter nessa situação? Eu tenho que tirar força de onde eu nem tenho. Eu nunca vou perdoar a minha mãe por tentar tirar algo precioso de mim e destruir o meu sonho. E não adianta tentar falar com ela. Eu acho que uma porta entende mais oq eu digo do que a minha mãe. As células cerebrais dela já foram consumidas pela própria toxicidade e incapacidade de olhar o mundo além da pequena e triste realidade que ela cria para ela mesma. O mais triste é que ela quer me prender nessa realidade triste e nojenta que ela criou para ela mesma. Mas eu não vou permitir. Porque minha luta por aqui nunca tem um fim.

17
2
0
placeholder
julho 20, 2024
0

  • dann31

    Obrigada por compartilhar conosco seu relato! Sinto muito que você passe por essas situações dentro de casa, coloque como meta e lute por sua independência financeira para poder seguir sua vida da melhor forma! Acredito que a distância muitas vezes é saudável, pode até transformar essa relação conflituosa em algo bom, já que conviver com pessoas é muito difícil. No momento ideal as coisas acontecem, as vezes ter saído de casa antes trariam outros problemas, não tem como saber. Espero que tudo fique bem,

  • Luana Piekoski

    Olá Anonimo. Tenho uma má notícia pra você: enquanto não fizer as pazes com sua mãe e perdoá-la pelos supostos maus tratos, você não conseguirá paz interior. Nossa mãe é nossa referência, nossa primeira professora. Claro que as mães não são perfeitas, pois também tiveram falhas em sua educação, e só podemos dar o que temos/somos. Sugiro a você iniciar uma terapia com uma profissional psicóloga para limpar as raivas, mágoas, etc. Com excessão de doença psiquica, todas as mães são protetoras, inseguras em relação aos filhos e têm medo de ficar só na velhice. Boa sorte.

Converse em tempo real

Login

Desabafe no Site

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Entre no nosso grupo do WhatsApp

Login

Desabafe no site

Entre na Comunidade

Converse em tempo real

Grupo de apoio

Entre no nosso grupo do WhatsApp