fbpx

Amor de infância

Bom, tenho problemas em me expressar então resolvi vir até aqui.
Tudo começou quando me mudei pela terceira vez. Estava extremamente deprimida apesar de ter em torno de 12 anos na época por conta das viagens da minha irmã.
Moramos no Japão então ela precisou ir para o Brasil fazer faculdade, assim como meu pai que foi pra cuidar de minha vó.
Eu demorei anos para superar as viagens dela mas o que me ajudou muito foi que nesse novo prédio ganhei amigos que eram meus vizinhos e até mesmo um irmão da minha idade (minha mãe separou e agora tenho um padrasto).
Enfim, em meio a tudo isso conheci o F. Éramos vizinhos e eu ria muito das coisas bobas que ele fazia. Tenho lembranças muito boas com ele, como uma vez que eu estava chorando por algo extremamente bobo e decidi sair pra tomar um ar apesar de já estar de noite.
Ele veio atrás de mim perguntando onde eu ia mas eu não respondia nada, então peguei a bicicleta e ele pegou também, andou ao meu lado em silêncio por um tempo e disse algo simples mas que me marcou muito “não chora não, tá tudo bem”
Nem preciso dizer que comecei a chorar mais ainda rs.
Ele me animou com muita facilidade e quando vi estava sorrindo e voltando pra casa.
Também teve uma vez em que meu padrasto me contou que ao acordar encontrou o F deitado na mesma cama que eu, ao meu lado. Mas que como acordei tarde nem percebi.
Ele até comprou algo meu que nem mesmo usaria só pra me ajudar a juntar uma certa quantia de dinheiro que queria.
Nos víamos todo dia e saíamos juntos de bike por ser meu vizinho, a irmã dele também gostava muito de mim.
Mas como nem tudo são flores, tudo isso sumiu de um dia pro outro, literalmente.
Eles costumavam passar o dia todo com a minha família pois a mãe já não está presente, tirou a própria vida, e o pai é viciado em jogos, raramente o víamos.
Não sabemos bem o porque mas o F roubou dinheiro do meu padrasto em um dia que veio aqui em casa.
Ele ficou sabendo e decidiu contar para o pai deles, mas o resultado foi o pior.
Ele bateu tanto nos dois que quando foram pra escola acabaram chamando o conselho tutelar.
A casa deles era simplesmente um horror, fui lá algumas vezes.
Não deu outra, foram pra um orfanato na mesma hora, nem pude me despedir.
Pensei que eles não poderiam usar a internet e por isso passei anos só esperando, me arrependo mais que tudo, isso me corrói por dentro.
Esse ano lembrei de tudo isso e a dor veio á tona novamente.
Achei a conta atual dele em uma rede social e juntei coragem pra mandar mensagem.
Ele está em um orfanato japonês e até mesmo antes já não sabia escrever direito em português. Talvez seja por isso que me respondia sempre com uma palavra apenas.
Sei de tudo o que ele passou e que passou muito tempo (cerca de 5 anos..?), mas ainda assim me senti um tanto magoada.
Tentar me comunicar com ele daquela forma só me machucava mais pois comecei a criar mais esperança ainda e destruí-la logo em seguida ao pensar que realmente não queria falar comigo ou até mesmo já possuía namorada.
Durante esses anos namorei três pessoas mas sempre acabava perdendo o interesse e me sentindo horrível por isso.
Não consigo parar de ter sonhos com o F, sonhos onde dá tudo certo e acabamos juntos.
Não aguento mais, parece tão impossível conseguir ficar com ele que acho que isso tudo não me levará a nada. Não sei onde ele está pois o pai não quer que ninguém saiba e daqui dois anos volto para o Brasil.
Um fato curioso é que minha mãe tem uma história parecida, e da mesma forma que eu, tem sonhos com a pessoa até os dias de hoje.
(Ele se declarou pra ela recentemente mesmo que os dois já estejam com a vida formada). Ela só me contou isso lamentando e disse que talvez em outra vida possa ser diferente.
Sinto muitas saudades dele mas tenho medo de criar esperanças falsas de como ele se sente sobre mim.
Sempre que tenhos sonhos com ele acabo achando que são reais e vivo a mesma decepção de novo..
Desculpa pelo texto longo rs

14
4
0
placeholder
outubro 9, 2021
feminino
1

  • Alice Salles

    Nossa Mari que estória! Mari, eu entendo sua situação e magoa, não foram acontecimentos fáceis! Porém, se o sentimento que você tem por ele é maior do que a magoa e acha que realmente vale a pena tentar, porque não tentar falar tudo para ele?! Contar tudo que sente e ver se é reciproco, porque o não você já tem! Se ele dizer que sim, você vai ter a chance de vivenciar isso e ver se é realmente o que quer, sente... caso contrário você irá ter tentado e vai poder seguir em frente se ficar na dúvida! Espero ter te ajudado em algo!

    • Mari s2

      Alice muito obrigada pela resposta! Se algum dia eu conseguir me encontrar com ele com certeza vou contar sobre o que sinto ou sentia (não sei se ele mudou ou quanto mudou). Espero que eu encontre ele antes de ir pro Brasil.. Essa forma de pensar realmente tem me ajudado muito!

    • Mari s2

      Oii, se não tiver problema gostaria sim!

Login

Acesse sua conta para desabafar

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Desabafe no grupo do WhatsApp

Desabafe no servidor do Discord

Login

Acesse sua conta para desabafar

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Desabafe no grupo do WhatsApp

Servidor no Discord

Desabafe no Servidor do Discord