fbpx

Como virar a chave quando tudo já foi investigado

Conheci esse site por meio de uma pessoa amiga e já tive oportunidade de participar duas vezes do grupo de partilha e foi muito bom para mim. Tenho histórico na família de depressão e tenho um diagnóstico de ansiedade que oscila para uma depressão leve a moderada há anos. Fiz terapia por 2 anos há 20 anos atrás, em 2016 retornei e me ajudou muito no processo de divórcio. Permaneci com a profissional por quase 4 anos e fechei o ciclo com ela por achar que já não poderia me auxiliar, ao dizer “não posso te ajudar”. Quando tomei a decisão ela não concordou e aconselhou que eu continuasse com ela ou com outra psicóloga. Fiquei 4 meses sem terapia e no início do ano passado retornei com uma que tem a abordagem TCC. Foi muito importante porque ela me acompanhou durante a pandemia, o que me ajudou nos meus processos de investigação e entendimento das raízes das minhas questões. Além disso, já fiz algumas terapias integrativas como reiki, florais e constelação familiar, além da religião que ajuda bastante. Participo também de grupos de ajuda mútua que tem como guia o programa de 12 passos, voltado para codependência. Já tive várias descobertas e insights, compreendi muita coisa e consegui ter avanços, mas a questão é que neste momento estou sem terapeuta desde janeiro. Combinei de dar um tempo e me observar, mas a verdade é que para mim é uma luta diária levantar da cama e realizar minhas tarefas. Trabalho semipresencial e essa pandemia ainda me assombra muito. Paralelamente a isso, me sinto muito vazia e sem motivação para fazer algo. Às vezes me sinto animada, faço exercícios fisicos e caminhadas com minha cachorrinha no que me ajuda muito, mas sinto que estacionei. Uma sensação de inutilidade, letargia e falta de sentido na vida. Não tenho ânimo pra iniciar nada de novo, estou sem paciência para interagir com as pessoas e com a família, mas acabo me forçando o que até é bom porque por alguns momentos me sinto bem, mas depois a tristeza volta. Muita solidão, mas gosto de ficar sozinha no meu espaço, no fundo tenho medo de me abrir e me relacionar porque penso que as pessoas só se aproximam por interesse. Tenho alguns amigos, mas que só falam comigo se eu os procuro, fico triste porque ninguém me procura. Não me relaciono sexo-afetivamente há tempos, e é algo que sinto falta mas não tenho tanta necessidade, me dá preguiça só de pensar todo investimento que tem que ser feito no início. Abandonei os apps de relacionamento onde percebo que as relações são muito fluídas ou baseadas em sexo casual. Bom, já falei demais, a questão é que eu quero e preciso retornar à terapia, pois sei que somente com ajuda profissional conseguirei virar a chave a avançar, porque tudo já foi investigado, o baú já foi aberto e o processo de autoconhecimento iniciado, mas me sinto paralisada pois não sei o que fazer para perceber uma mudança de vida efetiva, me sinto impotente e insuficiente, e extremamente fracassada pois já estou com 43 anos, e todos meu sonhos e projetos de vida ficaram pelo caminho, me sinto velha e cansada. Obrigada por me lerem, espero que alguém possa me dar uma luz.

13
5
0
placeholder
janeiro 4, 2021
feminino
1

  • Luana Piekoski

    Tenha paciência com você mesma. Aceite o próprio ritmo. Talvez o que precise neste momento é de um pouco de serenidade mesmo. Sempre após a tempestade, vem um tempo de bonança que pode ser confundido com letargia e estagnação. Mas, que deve ser apreciado como um descanso de tanta atividade emocional. é preciso amadurecer as descobertas, refletir com calma em tudo e redirecionar seus interesses. Lembre-se que agora é outra pessoa, pois quando passamos por processos terapêuticos, mudamos. Somo um ser em descoberta. Você precisa conhecer a nova você. Vale também rever sua alimentação. Se está incluindo todos os macro e micro nutrientes, que farão seu corpo trabalhar com o seu máximo potencial. Alguns suplementos ajudam muito em nossa saúde global. Vale a pena assistir alguns vídeos de médicos que disponibilizam seu conhecimento gratuito no Youtube. Você disse que ninguém te procura, mas também ressalta que gosta de ficar sozinha. As vezes passamos a imagem de que gostamos da solidão e as pessoas não querem nos incomodar. Se acostumar-se a mandar um Oi tudo bem, todas as semanas para todos os seus contatos, eles certamente irão perceber que você quer se relacionar. Você talvez precise também de um hobby, uma atividade artística, como pintura, costura, artesanato ou qq outra arte. Expressar-se através da beleza é reconfortante. No mais, sugiro ficar "de molho" mesmo, curtindo sua vida, fazendo coisas agradáveis pra você mesma, quem sabe fazendo aquele doce delicioso receita de família. Abraço fraterno.

    • Heloor

      Olá! Muita gratidão por suas palavras, faz muito sentido! Talvez eu esteja esperando que aconteça grandes coisas e não estou prestando atenção às pequenas vitórias! De fato a questão da alimentação é algo que eu me preocupe e na medida do possível tento cuidar, pq isso influencia né. Sobre encontrar um hobby é algo que tenho vontade, mas não tenho dotes artísticos rsrs eu gosto de yoga e volei, já pensei em voltar a jogar, mas com a pandemia fico com receio de aglomerar e tals...mas muito obrigada por me ler, me ajudou demais!

  • SemCebola

    Olá! Espero que esteja bem e se cuidando! É uma sensação muito dura quando você se mete em todos os processos, segue tudo, e acha que quando chegar ao esclarecimento, isso te trata uma resposta que coloque fim a agonia de não saber o porque de não conseguir levar uma vida da forma que imagina, sendo plenamente feliz. Talvez, a perspectiva de uma vida assim, seja meio irreal, eu acredito que a felicidade esta em grande parte no contentamento, com isso quero dizer que mesmo numa situação que não atingiu seu ideal, você pode encontrar felicidade, sempre lembrar que a jornada é que é importante e não até onde você vai chegar, por que muitas vezes finalizada a jornada, você se desmotiva, e se frustra. O legal, é que uma jornada só dura o quanto você precisar, e tão logo, pode embarcar em outra, lembrado de fechar os ciclos para poder olha para trás com carinho. Continue caminhando, continue se permitindo, volte a terapia, você muda um pouco todos os dias, e todo o dia é dia de descobrir algo que vai te motivar a embarcar em uma nova jornada.

    • Heloor

      Puxa vida, que devolutiva maneira. Gostei demais desse feedback, de fato me falto fechar alguns ciclos e me reconciliar com o passado. Eu fico presa lá atrás achando sempre que estava melhor, que eu era mais feliz, mas é um ilusão...isso que me deprime, eu fico na autopiedade, por isso não avanço...me contentar com as pequenas conquistas e vitórias é algo que também tento exercitar, reconhecer que não está tão ruim assim quanto parece...vou retornar a terapia sim, pesquisando profissionais. Gratidão por sua devolutiva!

Entrar no Sunas

Acesse sua conta para desabafar

Criar uma conta

Cadastre-se para desabafar

Entrar no WhatsApp

Desabafe no grupo do WhatsApp

Entrar no Discord

Desabafe no servidor do Discord

Entrar no Sunas

Entre na sua conta para publicar

Criar uma conta

Cadastre-se para publicar