fbpx

Descobri mais algo sobre mim: Tenho medo de trabalhar!

Em resumo, minha infância foi muito solitária por conta de bullying. Me mudei para outro Estado aos 14 anos e até o fim do ensino médio também foi solitário. Era muito caseira, chegando da escola e indo pra frente da tv e ali eu assistia filmes e séries o dia todo. Não fazia nenhuma atividade extracurricular. Lembro do meu pai gritando, jogando meus livros e cadernos no chão e quebrando meus lápis quando eu não conseguia entender o que ele explicava em matemática. Até hoje simplesmente não tenho reação de defesa ao levar bronca. Lembro de ouvir certas frases e ser chamada de certos nomes quando fazia algo errado, quando não aprendia ou era desastrada.
Aos 16 anos senti vontade de trabalhar, começar a ganhar meu dinheiro e conversei com a dona de uma lojinha de roupas e ela perguntou se eu gostaria de ser vendedora lá. Quando contei pra minha mãe, ela me sugeriu a focar nos estudos e me deu uma desanimada pra começar a trabalhar lá, falando dos malefícios de se trabalhar em pé por muitos anos. Não sei por qual motivo (talvez zona de conforto), mas acatei e continuei na minha vidinha de escola-casa. Depois comecei um curso de garçom, pois queria apender alguma coisa e quando contei para meu pai, ele ficou bravo, dizendo que eu estava dando desgosto e que não pagou caro em escolas pra filha ser garçonete.
Não sei o motivo, mas eu acatava, desanimei do curso. Sentia vontade de trabalhar mas me sentia despreparada. Fui ficando mais velha e continuava com esse medo, por me sentir sem experiência, sem jeito. Ruim com matemática financeira, ruim em interações sociais.
A maior m* que aconteceu foi eu ter vivido minha vida assim tão retraída em casa.
Aos 25 passei no concurso do IBGE, o qual foi meu primeiro emprego e estou nele até hoje. Hoje tenho 28 anos e ano que vem meu contrato acaba, por isso, tenho crises de ansiedade ao pensar em sair do único emprego que sei fazer. Encarar uma entrevista de emprego. Encarar pessoas me analisando e me julgando.
Nisso me sinto despreparada, sem experiência, sem jeito social, sem conhecimentos técnicos. Tenho medo de conseguir um serviço e não dar conta, ser humilhada. Não aprender, fazer papel de boba, de incapaz.
Ainda bem que finalmente entendi que possuo esse bloqueio, mas é horrível se sentir assim tão incapaz de ter responsabilidades de vida adulta.

20
1
0
placeholder
março 2, 2022
feminino
11

  • usuario

    Olá, Lua Orion. Que bom que você identificou algo que você acredita que precisa melhorar e conseguiu até mesmo encontrar as raízes. Mas, amiga, tem algumas coisas que eu acho que todos compartilham com você. Ninguém chega em um emprego novo sabendo tudo. Mesmo com vários cursos ou com vários anos de experiência. Veja um vendedor, por exemplo. Se esse vendedor trabalha em uma loja por 10 anos e depois muda para outra no mesmo ramo, ainda assim vai ter que aprender muitas coisas quando chegar lá. Vai lidar com um tipo diferente de público, vai ter que se adaptar ao sistema da loja, vai ter que interagir com novos colegas de trabalho, vai ter uma relação diferente com o chefe, vai ter um deslocamento diferente e assim vai... Mas isso não o impede de aprender e de se dedicar a cada dia ser um pouco melhor do que o dia anterior. Com o tempo ele vai aprendendo o ritmo, as coisas novas, vai se adaptando e as coisas melhoram. Assim é com todo mundo. Professores pegam turmas novas todo ano ou semestre. Diretores se mudam de empresa tem que se adaptar a todo um sistema novo. Um jovem aprendiz tem que aprender tudo do zero. Estagiários muitas vezes são colocados para fazer coisas que pensavam estar além de sua capacidade. O que quero dizer com isso é: é normal se sentir despreparada antes, mas não fique sofrendo tanto com isso antes mesmo de procurar um emprego novo ou começar nele, pois todo mundo se sente assim. É normal. O importante é buscar aprender, buscar entender como funciona, e para isso você tem capacidades de sobra. Quem sabe você não encontre um emprego que você se identifique muito mais do que com seu atual no IBGE? A gente nunca sabe o que está nos esperando, as possibilidades são inúmeras. Já pensou em fazer cursos novamente, agora que não está mais dependente dos seus pais? Existe alguma área que te atrai? Amiga, não se feche para o novo, ele pode trazer tantas coisas que você vai gostar e hoje nem faz ideia. A insegurança inicial é normal. Ela até nos ajuda a buscar melhorias, estudar mais, esforçar mais. Mas a inicial. Não deixe ela crescer dentro de ti e te dizer o que você pode ou não fazer. Quem decide isso é você! Você toma conta da sua vida e não a insegurança. Tenha fé, amiga, tudo vai dar certo! Abraços

Login

Acesse sua conta para desabafar

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Desabafe no grupo do WhatsApp

Desabafe no servidor do Discord

Login

Acesse sua conta para desabafar

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Desabafe no grupo do WhatsApp

Servidor no Discord

Desabafe no Servidor do Discord