fbpx

Dúvida

Primeiramente, está difícil para conseguir um psicólogo então por isso não tô indo atrás, no caso os meus pais falam pra mim esperar até o momento em que der. Estou esperando faz um tempo, desde julho de 2022.
Bom, a última vez que fui á um psicólogo foi em junho, fui tempo suficiente pro psicólogo me dizer que meu diagnóstico tava quase pronto, e que tudo tava dando índices de Borderline e bom, não prossegui com a terapia, tive que mudar de cidade, era psicólogo público, CAPS.
Me mudei de cidade e bom, melhorei um pouco, na real a minha definição de “melhorar” é: eu saí mais vezes de casa, eu bebi álcool, traguei maconha apenas tendo 15 anos, minha idade atual mesmo. Não me orgulho disso, mas isso foi meio que um meio de livrar a mente de problemas, a questão de fumar eu evitei mais vezes, percebi que seria propensa em viciar facilmente, a bebida.. bom eu não parei, eu bebo muito raramente pq agora eu não saio mais pq voltei a morar com meus pais então fico sempre dentro de casa e só saio pra estudar.
Bem, o ponto é que não tenho certeza se eu realmente tenho borderline, meu pai disse q isso é bobagem e que não tenho isso, e que tenho que aprender a controlar meus problemas mentais, que tudo isso é só falta de força, é sempre a mesma frase “isso é coisa de gente fraca”, dói ouvir isso.
Os sintomas da borderline realmente batem certo, mas ainda fico nessa dúvida se tenho mesmo, emoções instáveis, raiva reprimida etc.
Tem algo que eu odeio mas gosto também, é ter consciência das coisas, não sei explicar, eu faço coisas e penso que com toda certeza vou me envergonhar, quando choro, eu percebo que tô chorando e paro, eu tento novamente mas não é a mesma coisa, sei quando tenho pensamento intrusivo mas não paro, mesmo sabendo como parar, é como se eu estivesse confortável em estar na merda (perdão pela escrita desse jeito), eu tive um namoro, eu sei que não é correto isso mas sabe, eu o conhecia faz 10 anos então eu achei que daria certo pq a gente se conhecia por anos, bom eu era bem falsa e tóxica, fingia sentimentos, fiquei mais obcecada do que apaixonada, só gostava da sensação de ter alguém que gosta de mim, eu terminei com ele, talvez ele tenha noção que fui escrota, não me arrependo pq ele é bem idiota (é capacitista).
Bom, agora não quero me comprometer com alguém :) recentemente me descobri lésbica mas realmente não quero ter relacionamento agora e nem futuramente, eu tenho certeza que relacionamento não monogâmico é pra mim, pensar nisso é legal, muita gente tem preconceito com isso, é triste mas eu sou assim, posso ter a certeza disso mas ainda tenho medo de que isso mude em algum momento.
Perdão, fugi do assunto principal (borderline)
Há exatamente segundos atrás eu estava chorando mas parei pq me intreti no assunto da não monogamia, enfim, eu espero um dia receber meu diagnóstico pra tirar esse fardo da costa, eu sei que ter esse diagnóstico não vai mudar nada, meus pais vão continuar me tratando do mesmo jeito.
Espero sair de casa logo e ter minha vida, é bobo mas me sinto feliz por conseguir imaginar um futuro agora, antigamente eu não via um futuro pra mim, espere, vou me contradizer agora, eu só tenho incerteza do meu futuro, ao mesmo tempo que não me vejo tendo um futuro, eu me vejo sim tendo um. É complicado.
Eu quero mudar, mas é difícil.
Vou fugir do assunto (novamente) rapidinho, meu pai disse que sou desorganizada demais, realmente sou, mas é que sinto desanimo, meu quarto é uma zona, ele me compara com minha irmã, é chato isso pq ele sabe o que é desmotivação mas ignora isso, eu cansei de explicar pra ele, ou pelo menos tentar.. então ignoro o que ele diz, meu quarto vai continuar do jeito que está até que um mísero momento de vontade e ânimo ascenda em mim, eu amo quando isso acontece pq eu limpo até os mínimos detalhes, eu amo organização mas eu mesma sou uma desorganizada.
Ah, uma nota! Meu hábito de ignorar meu pai é enorme, pq eu só ouço os conselhos dele quando outra pessoa fora da família fala os mesmos conselhos e eu escuto essa pessoa, mas não escuto meu pai.
Sabe, não gosto dele, ele é racista e preconceituoso, ele mesmo afirma isso “eu sou mesmo preconceituoso, a diferença é que eu admito”, acho que ele pensa que tá certo só pq admite. Não gosto dele mas eu gosto, gosto do carinho que ele me dá, mas odeio as atitudes dele, o pensar dele, eu odeio ele. Ele só serve para suprir minha carência, e melhor, eu imagino outra pessoa no lugar dele quando recebo algum afeto vindo dele. (P.s: desnecessário dizer isso mas eu imagino os meninos do bts, pq os vejo como uma figura paterna ou fraternal, principalmente o Namjoon KKKK)
Desculpem-me se isso ficar confuso ou tedioso de ler, é bom desabafar as vezes, né?

20
1
0
placeholder
outubro 18, 2022
3

  • Ricardo Aleph

    Olá Jam! Você possui característica interessantes. Bem, como tenho sido claro aqui na comunidade uso o Tarô como ferramenta de desenvolvimento. Vamos ver o que ele diz sobre você: as cartas mostram que você possui um bom potencial interno, uma percepção mais aguçada de si mesma. Esse batalhar constante com tua mente e suas "partes" tem meio que colocado você quase como um refém e ao mesmo tempo espectador dos próprios pensamentos e sentimentos. Onde irá teu potencial nessa montanha russa de sentimentos? Será perdido. Agora pensemos quando no passado, quando teus pais e avós, supondo que, como exemplo, tivessem borderline, como eles resolviam? Vivendo e se protegendo. Talvez daí a "sabedoria" popular que teu pai fala, sobre "ser fraco".Em realidade eles não tinham outra opção a não ser enfrentar. Dá pra gente imaginar o esforço que tinha que fazer para suportar esses sintomas. Será que os pais de antes era mais compreensíveis que os de hoje? Com certeza não. Está na hora de sair desse túnel. Se tiver um psicólogo bom. Mas se não vier terá de ser com você. E você pode domar isso. As cartas mostram que superará ou pelo menos domará esses sintomas se você compreender essas questões de como as oscilações de sentimentos produzem tua percepção sobre as pessoas. Você gostaria que os outros compreendessem a dificuldade que você passa. Mas nosso mundo interior é nosso mundo. Você está só nele e deve se fazer senhor dele. Realmente você precisa de apoio profissional. Mas se não vier você poderá resolver, força pra isso há. Ainda. Quanto ao futuro fuja de drogas e álcool. Terá teu potencial roubado por esses itens. E você tem potencial pra ser senhor do teu mundo interno. Drogas e álcool é para fracos. Não para você. As cartas mostram que se AGIR vencerá. Estude sobre a carta do CARRO do Tarô. Tem muito a ver com você. Quanto ao amor e ódio que tem e terá pelas pessoas vem desse estranhamento que sente nós próprios sentimentos. Fixe-se como senhor em teu mundo interno e se ajustará com as pessoas e familiares. Um passo: assumir domínio de si. Espero que consiga apoio profissional. Psicólogo/psiquiatra ajudará muito. Sei que sabe disso. Mas se não vier você poderá conseguir. Você não é um diagnóstico. Descubra quem você é e se fixe aí. Desejo grandes resultados pra você.

Login

Acesse sua conta para desabafar

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Desabafe no grupo do WhatsApp

Desabafe no servidor do Discord

Login

Acesse sua conta para desabafar

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Desabafe no grupo do WhatsApp

Servidor no Discord

Desabafe no Servidor do Discord