fbpx

É essa é a porcaria da vida de uma ex filha

Olá! Eu já escrevi aqui umas 2 vezes seguidas mas nenhuma mandei, essa é a 3.
Início de julho eu estáva me saindo super bem, tava feliz com poucas contas “familiares”, procurando oportunidades de emprego e pareci ser aquele -e lá vamos nós- com a vida empregada. Até que meu pai brotou do inferno.
Eu fui intimada. Ele vai tirar a “pensão” alimentícia alegando que ele tem um novo filho e família e eu sou uma garota que não quer nada da vida. Foi tudo planejado por ele.
A exatos 4 meses atrás ele refez o casamento (engraçado que no papel que fui intimada dizia que casou em 2019, mas ele me “jurou” que aquele casamento era a 4 meses atrás), e eu não pude ir pois eu está lisa e eu tenho uma ansiedade muito elevada principalmente porque, era a primeira vez que sairia da minha cidade, primeira vez viajando para outro lugar de ônibus ( e eu sou o tipo de pessoa que vomita em movimento, que por sinal é do extremo lado contrário de onde eu moro, no estado) e eu iria com meu irmão( que tem 22 anos, mas parece uma criança, no sentindo que a vida dele é na internet em jogos com os webs amigos do que na realidade, literalmente) então eu que teria que tomar a frente e as rédeas para nos guiar por um lugar que nem eu conheço, com uma severa insônia e ansiedade. Então eu agradeci e disse que não poderia ir, e ele aceitou, aceitou muito bem até demais.
Meu ex pai( afinal eu sou tipo uma ex filha agora) é o tipo de pessoa que se você não faz o que ele quer, ele vai fazer de tudo para descontar em você o porque não seguiu as “ordens” dele. Também é manipulador, com um ego bem grande e tem complexo de camelão (se você dizer que gosta de aranha e vai dizer para você que estuda as aranhas, ele vai te copiar porque ele acha que é assim que te conquista sua confiança).
Voltando nos dias de hoje, depois do casamento no início de abril, ele começou aos poucos a sumir, mandava mensagem e dizia que tava ocupado demais ou cansado demais, até que depois que foi andando os dias ele não mandou mais nada. 2 meses sem qualquer contato, com a “pensão alimentícia” atrasada( antes tinha que implorar beijar seu pés para receber 550 ou até menos).
Foquei na minha vida, até entrei para um curso que estava na seleção que eu amei logo de cara, e eu hoje estou o pó da rabiola.
Quando recebi a intimação eu chorei, fiquei em pânico. Não é sobre o dinheiro e mais a questão pessoal, ele me prometeu emprego, carteira assinada, sósia de empresa, entrei no projeto de patinho e fui golpeada nas costas. Fui pedir conselhos na defensoria pública e a mulher falou que eu só conseguiria reverter a situação se pegasse o atestado, mas eu não quero pegar porra nenhuma, sai me sentindo humilhada (já que a sala de espera era na frente e tava cheia de gente e eu falando que tinha esquisofrenia e ansiedade) não chorei de mundos me senti a pior coisa do mundo, literalmente sem chão, engoli meu choro e tentei não pensar nas minhas emoções.
Mas… Isso não dá mais! Eu não consigo fazer meu curso, não consigo dormi bem, não consigo me sentir feliz como está antes, focada e determinada.
Eu passei anos da minha vida sonhando com a minha vida de agora, passei por bullying desde os 6 anos, passei por abandono e vendo esse ser entrar e sair na minha vida como se fosse nada, vendo minha mãe e a vó receber intimações e eu tendo que falar com gente da justiça para dizer que minha mãe me tratava bem, e mais relacionamentos de amizade abusivo que eu cheguei adocer, lidei com minha esquizofrenia e ansiedade sozinha boa parte dela, para hoje depois de tudo eu ter que sofrer de novo? PORQUE?! O MUNDO É MUITO INJUSTO! Eu acolhi, ajudei sem pedir nada em troca e raramente reclamei ou dizer minhas dores(tanto que todos ou vulgo minha mãe descobriu com eu com 16 anos) para o que ? Até hoje eu penso e quero ajudar o próximo, e eu faço isso, Será que eu tenho uma maré de azar?! Pobre Beatriz uma estúpida que nem se faz feliz.

Sabe seria tolice eu jogar uma vendetta? Estou pensando se jogo para o novo mundo do meu pai as mentiras que ele esconde, monstro para esposinha dele o lindinho homem podre que é, estrago a reputação dele de bom moço. Eu não ganharei com nada, nem um pingo, talvez ódio ou a raiva, só destruirei que nem ele faz comigo. Me pergunto se terei coragem, na sua opinião vingança muda algo? Pois na minha não, porém eu posso fazer ele sofrer que nem eu estou me sentindo, posso destruí-lo como fez comigo todo esse tempo, ou menosprezar sua existência e agir no silêncio e mais doloroso?!
Dia 27 dessa semana será a audiência, me desejam alegria se possível, pois sinto que estou indo no funeral para levar a faca que ficou na minhas costas.

Minhas condolências a meu ser estúpido recortado. Obrigado por ler!

18
1
0
outubro 31, 2021
👨‍🦱 Homem
🫶 Solteiro
13

  • usuario

    Olá, Olhos. Te desejo alegria e tudo de bom na sua vida! Que você siga sendo essa pessoa com enorme coração e que tem vontade de ajudar a todos. Que um dia você possa colher todas essas coisas boas que plantou. Desejo também que abandone esse sentimento e planos de vingança, pois como você mesma disse, não vão te trazer nada. Só vão te colocar nesse limbo para baixo, se emaranhando cada vez mais em uma história triste com seu pai quando você deveria se libertar. Eu sei que é muito triste isso, mas não podemos controlar as ações de outras pessoas. Se seu pai está agindo assim, e escolheu agir assim por conta própria, a escolha é dele e as consequências também serão. Pode ter certeza que um dia ele vai colher também. Talvez não fosse a hora de você ser boa com você mesmo? Focar em você, na sua felicidade, no que poderia te ajudar no futuro? Focar nas pessoas que estiveram do seu lado enquanto ele não estava? Na sua mãe, na sua vó? Eu sei que isso é difícil. Que não é o que você quer. Que o que você queria era um pai presente, que cumprisse com sua palavra, que não enxergasse que cumprir com as obrigações dele com você e seu irmão é um fardo. Eu sei disso. Mas não é o que ele está fazendo. E você vai sofrer por causa do que ele faz? Vai deixar te afetar assim? Eu não conheço meu pai. Separou da minha mãe eu tinha um ano e meu irmão 4. Separou, se mudou e nunca mais nada. Nem pensão pagou. Eu, sinceramente, não me importo. Ele fez a escolha dele. Minha mãe e minha vó estiveram comigo sempre e nunca me deixaram faltar nada. Se ele tivesse pagado pensão minha vida poderia ter sido melhor? Com toda certeza, mas fazer o que. O tempo não volta. Não imagino que ele junto na minha criação teria feito a diferença, pois fui bem criado e uma pessoa com o caráter de fazer o que fez, ajudaria o que na minha índole? Acho que não muita coisa. Então, acho que é entender o que está acontecendo. Não se cobrar pelos erros dos outros, pelas atitudes dos outros. E foque em você, em ser feliz, em conquistar o que você deseja, fazer o que te faz feliz. Novamente te desejo tudo de bom. Abraços!

Converse em tempo real

Login

Desabafe no Site

Cadastre-se

Crie uma conta no Sunas

Grupo de apoio

Entre no nosso grupo do WhatsApp

Login

Desabafe no site

Entre na Comunidade

Converse em tempo real

Grupo de apoio

Entre no nosso grupo do WhatsApp